17º Prêmio BDMG Instrumental

17º Prêmio BDMG Instrumental

Nos dias 28, às 20h00, e 29 e 30 de abril, às 18h00, será realizado no Teatro Sesiminas, a 17ª edição do Prêmio BDMG Instrumental, que apoia e divulga a música instrumental mineira. Doze músicos se apresentarão para o público e comissão julgadora. Apenas quatro deles receberão o prêmio de R$10.000 e shows em Belo Horizonte, no CCBB-BH, com a participação de um músico renomado, e em São Paulo, no programa Instrumental Sesc Brasil, do Sesc-SP. No domingo, dia no qual os vencedores serão revelados, o músico Aloízio Horta apresentará um pocket show do seu CD homônimo, consagrado pelo Prêmio Marco Antônio Araújo de melhor CD autoral, instrumental e de produção independente, produzido entre janeiro e dezembro de 2016. O acesso será gratuito.

Este ano, os responsáveis pela escolha dos semifinalistas e do vencedor do Prêmio Marco Antônio Araújo foram Juarez Moreira, Márcio Bahia e Rafael Martini, conhecidos no cenário da música instrumental em todo país. Entre os 29 trabalhos inscritos para a premiação, a comissão julgadora escolheu 12, que concorrerão ao prêmio final.

28 de abrilBDMG-mont

Caetano Brasil – clarinete
Paulim Sartori – violão
Gustavo Figueiredo – piano
Renato Saldanha – violão
Deangelo Silva – piano
Sem Receita – guitarra, vibrafone, bateria, baixo, sax tenor

29 de abril

Leandro César – marimba
Guilherme Pimenta – violino
Eduardo Sueitt – bateria
Expedito Andrade – guitarra
William Alves – trompete
Nô Correa – contrabaixo elétrico

30 de abril

Apresentação dos 6 finalistas, pocket show de Aloízio Horta (vencedor do Prêmio Marco Antônio Araújo) e premiação dos vencedores.

Há anos participando dos programas do BDMG Cultural e acompanhando finalistas ao Prêmio BDMG Instrumental, Aloízio Horta se apresentará nesta edição de forma diferente. Desta vez, ele subirá ao palco como vencedor do Prêmio Marco Antônio Araújo, seu primeiro CD solo, que leva o seu nome. “ Neste trabalho eu quis fazer um apanhado da minha história enquanto instrumentista, onde trabalhando com artistas de vários segmentos tive a oportunidade de tocar diferentes estilos. O repertório passeia pela MPB com uma pitada de jazz e costurado por ritmos e motivos africanos”, explica Aloízio.

O músico será acompanhado por um time de estrelas, formado por Christiano Caldas, Kadu Vianna, Marcus Abjaud e Ramon Braga.

O Prêmio BDMG Instrumental foi criado há 17 anos e, desde então, abre espaço para que compositores e instrumentistas possam apresentar seus trabalhos autorais e para que o público conheça a música produzida em seu próprio estado. Entre os músicos que já passaram pela premiação estão nomes como Celso Moreira, Geraldo Viana, Flávio Henrique, André ‘Limão’ Queiroz, Warley Henrique e Thiago Delegado.

 

XVII PRÊMIO BDMG INSTRUMENTAL – FINAL

Teatro Sesiminas

Rua Padre Marinho 60, Santa Efigênia – Belo Horizonte / MG
Acesso gratuito